segunda-feira, 3 de julho de 2017

Bruno Varela troca as férias pelo ataque à baliza

Foto SLB

A baliza do Benfica está disponível, depois da saída de Ederson Moraes, e Bruno Varela, guarda-redes de 22 anos formado no Seixal, abdicou inclusivamente de parte das férias para começar já a lutar pela preferência de Rui Vitória, treinador dos tetracampeões nacionais.

Varela, recomprado ao Vitória de Setúbal, por 100 mil euros, esteve domingo no centro de estágio do Benfica, cumpriu todas as formalidades e até já participou na sessão de treino matinal, a segunda etapa no relvado do novo plantel encarnado.

O guardião, recorde-se, teve direito a sensivelmente uma semana de férias no final de maio, entre o último jogo pelo Vitória de Setúbal na Liga (na Madeira, diante do Nacional, a 20 de maio) e o início da concentração dos sub-21, no final do mesmo mês.

Foi depois para o Campeonato da Europa, na Polónia, e regressou a Portugal a 24 de junho, com direito a gozar férias até meados de julho, mas a verdade é que trocou o período de descanso pela possibilidade de atacar já a baliza do Benfica. [FONTE ]

----------------------------------------------------------------------------------

A SER VERDADE, QUAL É A VOSSA OPINIÃO?

quarta-feira, 14 de junho de 2017

Cancelada a Eusébio Cup com a Chapecoense

Foto Benfica

Através de uma nota na sua página oficial, o Benfica informou que a partida da Eusébio Cup, inicialmente agendada para 27 de Julho, com a Chapecoense foi cancelada.

«O Sport Lisboa e Benfica informa do cancelamento da partida com a Associação Chapecoense de Futebol, que havia aceite o convite para participar na Eusébio Cup 2017.»

O Clube brasileiro comunicou a indisponibilidade ao SL Benfica, esta terça-feira, alegando que a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) inviabilizou a partida amigável, com o argumento da existência de jogos oficiais do Campeonato Brasileiro e Copa Sul Americana, "não sendo possível a transferência de datas"», lê-se na nota dos encarnados. Fonte

sexta-feira, 2 de junho de 2017

Foste e és, o nosso orgulho, Ederson. Boa sorte.


Confirmada a transferência de Ederson para o Manchester City, tempo de despedidas… E que melhor local para o fazer? O guarda-redes esteve no Museu Benfica – Cosme Damião e, em entrevista à BTV, despediu-se de um Clube que já deixa saudades…

Leia aqui a entrevista.



- Na despedida, veio ao museu Despedir-se, também, deste grande Clube?

- Com certeza! O Benfica é um Clube que eu vou levar para o resto da minha vida, é o Clube que me projetou para o futebol, que me formou como pessoa, como homem, e se estou onde estou eu devo muito ao Benfica.

- Preparado para aquilo que é a expectativa de ser o segundo guarda-redes mais caro numa transferência do futebol?

- Há sempre essa responsabilidade. Como tinha a responsabilidade de defender a baliza do Benfica vou ter a responsabilidade de defender a baliza do Manchester City. Estou muito preparado para isso.

- O que tem a dizer aos seus colegas, com quem ganhou tudo aqui em Portugal o que havia para ganhar, nomeadamente aos seus companheiros de muito trabalho na baliza?

- É verdade. Agradecer ao grupo pela receção quando cheguei há dois anos. É um grupo fantástico, sempre unido, brincamos, divertimo-nos, trabalhamos, quando tivemos de sofrer, sofremos juntos. Esse foi o melhor grupo que eu apanhei até hoje na minha carreira e, com certeza, vou levá-los comigo.

- O que é que vai guardar com mais saudades?

- Tudo, tudo, o contexto geral. Não dá para destacar só uma coisa, destaco o Clube todo, porque o Clube não é composto só de jogadores, de adeptos, há muitas pessoas que trabalham, por exemplo na segurança, a cozinheira, os fisioterapeutas, que são menos vistos, mas também fazem parte do nosso dia-a-dia e são muito importantes.

- Qual é, ao longo destes dois anos como sénior do Benfica (também fez o percurso na Formação) o momento que mais recorda com saudade?

- Foi a estreia pelo Benfica frente ao Sporting. Lembro-me muito bem que o Júlio se esforçou, dedicou-se. Na palestra em que foi falar, emocionou o grupo todo, então, quando estava a chegar ao jogo eu lembro-me das primeiras palavras que o Rui Costa me disse e que vão ficar guardadas comigo para sempre.

- Quais foram as palavras?

- Ele disse-me “Não há coisa melhor do que ganhar aqui”.

- E foram campeões… Toda esta envolvência que é o Benfica, não sabendo o que é que lhe reserva, vai ficar sempre consigo e vai ajudá-lo ou ajudou, também, a ser aquilo que era/aquilo que se tornou?

- Como já disse, é um Clube que me projetou, e só tenho a agradecer. Fui muito feliz aqui e, com certeza, vou guardar cada momento com carinho, tenho muitas recordações.

- Espera um dia voltar ao Benfica?

- Com certeza, espero um dia voltar ao Benfica.

- Qual é a mensagem que deixa aqui para os adeptos do Benfica?

- Não só para os adeptos, mas para todos os que vivem este Clube, os funcionários, agradecer por tudo, pelo carinho, pela dedicação - porque o Benfica não é composto só de adeptos e jogadores. Obrigado pelo carinho… Muito obrigado.

SA/FM

Fotos: Tânia Paulo / SL Media  DAQUI

FOSTES E ÉS, O NOSSO ORGULHO!

terça-feira, 30 de maio de 2017

“SOU UM PRIVILEGIADO POR TRABALHAR NO BENFICA”

Rui Vitória esteve esta noite de terça-feira na SIC. Depois da entrevista de ontem, em exclusivo à BTV, hoje o treinador das águias falou à estação sediada em Carnaxide e reiterou as ideias que têm sido o mote de um discurso construtivo, tranquilo e ambicioso.

“Não me regulo por títulos, mas sim pela felicidade e pelo prazer no que faço e no Benfica há ainda um caminho a percorrer. Sinto-me bem e feliz com o projeto que tenho nas mãos, em sintonia perfeita com o presidente. A realidade é que ainda tenho muito que fazer neste clube. É com tudo isto que me identifico!”, começou por dizer.

“A convicção e o trabalho do grupo”, foram as bases de uma época de sonho… mas também “saber que tínhamos adversários fortes, olhá-los com respeito e saber ultrapassar todos os momentos difíceis juntos. Havia uma exigência interna e externa, daí este título ser mais saboroso, e também face às contrariedades (lesões, momentos de forma…) Nunca nos deixámos vencer!”, explicou o técnico.

Quais os jogos chave da época?

“Houve muitos momentos chave…o jogo com o Guimarães, o jogo nas Antas… mas o sucesso vem da empatia, dos relacionamentos, dos laços que se formam e, obviamente da qualidade coletiva e individual do trabalho”, revelou, pois só assim “ficámos na História do Benfica e esse foi sempre o foco”.

Instado a comentar possíveis entradas e saídas no Clube, Rui Vitória foi taxativo, afirmando claramente essas situações “estão entregues ao nosso presidente” e tudo vai acontecer de forma “natural e planificada”.

O que sente quando vê um jogador sair?

“Sinto um orgulho enorme e algum lamento. A vida é mesmo assim”, disse.

Esta foi uma época memorável e Rui Vitória não tem dúvidas: “Fomos a melhor equipa. Os meus 32 jogadores foram fantásticos!... mas continuamos e estamos inconformados pois queremos ganhar mais”.

Instado a comentar a tão falada estrutura… “A estrutura são pessoas, pessoas de grande valor, que sabem o que têm de fazer, competência, qualidade e regras de funcionamento muito claras”, explicou.

Rui Vitória recebeu o prémio Melhor Treinador / Tempo Extra. Sente-se orgulhoso?

“Os prémios individuais acontecem porque trabalho com uma equipa. Sou um privilegiado por trabalhar no Benfica, um clube com esta dimensão e grandeza”, afirmou.

SA
Fotos: Arquivo / SL Benfica

EM ATUALIZAÇÃO.   (Fonte S.L.B)



GRANDE RUI VITÓRIA...

segunda-feira, 29 de maio de 2017

Mais uma época chegou ao fim, com um final feliz

Foto de Ricardo Honorato.
Difícil, suada,  e muito sofrida, esta época. Mas são as sofridas, a meu ver, que são as mais importantes. Se não houvesse "sofrimento", não teria a mesma piada.  Sempre tive esperança deste final feliz, embora em certa altura pensasse que estaríamos a entregar o campeonato de bandeja ao adversário. Felizmente não aconteceu. Tivemos O GRANDE TREINADOR, RUI VITÓRIA E JOGADORES, sempre a altura de contrariar os invejosos, que já andavam a estoirar foguetes. 
Eu disse foguetes? 
-Disse pois! Quanto encurtámos a distância de 4 pontos para 1, pontos na classificação. Aqui, na minha rua "choveram foguetes...Quando empatámos com o Sporting também. 
-E depois?
Depois, apanharam as canas caladinhos que nem ratos, enfiaram-nas não sei onde, nem me interessa. 
Só sei que dispersaram...
Estavam à espera que o Benfica escorregasse, mas o Benfica estava e continuava bem firme e hirto, não era, nem é,  qualquer um que o derruba

E para quem passou o ano a dizer que RV não era treinador com estofo de Campeão, desenganem-se. Pode ser que sirva de lição, e que mudem de ideias. 
A conquista da Dobradinha foi a cereja no topo do bolo. Foi sem duvida sofrida mas merecida. 
Por esta época acabou, agora pergunto: Como vão ser os fins de semana sem Benfica?  Já sinto saudades. 
A ti Ederson, agradeço-te de coração pelas alegrias que nos destes, pelo que fizeste de ÁGUIA a peito. Soubeste honrar o Manto Sagrado. A saíres,  sais pela porta grande. OBRIGADA  e muito sucesso.

E agora?
-Agora, vamos começar a assistir, atentamente, às novelas: "Vendas e compras, às resmas", de jogadores para o Glorioso. Vai ser o verdadeiro são martinho dos jornaleiros.

-
E com isto... já penso no Penta. E VOCÊS?


segunda-feira, 15 de maio de 2017

OBRIGADA, PELO TETRA


















OBRIGADA, SPORT LISBOA E BENFICA...JOGADORES...TREINADOR E RESTANTE EQUIPA TÉCNICA -  PELO TETRA - OBRIGADA LUÍS FILIPE VIEIRA .

quarta-feira, 10 de maio de 2017

Nunca mais é Sábado..


Mais uma para ouvir,
Para apoiar
Para fazer furor
Para partilhar
Porque Benfica é amor
E ninguém ...
Nos conseguirá derrotar...
..
Faça chuva, ou faça sol...